Bastidores

Melhores jogadores de futebol de todos os tempos; veja o top-10

O mundo do futebol é assunto todos os dias. Ainda mais quando a missão é de nomear o melhor jogador de futebol de todos os tempos. Se por um lado já causa polêmica entre torcedores e profissionais da bola, imagina quando se trata de elencar, um a um, por ordem de grandeza.

Nós, do 365Scores, elaboramos uma lista dos 10 melhores jogadores de futebol de todos os tempos.

Pelé

Conhecido como “Rei do Futebol”, Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, é considerado o maior atleta de todos os tempos. Em 2000, foi eleito o jogador do século pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS) e foi um dos dois vencedores do prêmio melhor jogador do século da FIFA.

google news Logo
Google Notícias

É o segundo maior goleador da história do futebol em jogos oficiais, tendo marcado 765 gols em 812 partidas. No total, foram 1283 gols em 1363 jogos (incluindo amistosos não-oficiais).

Com passagem pelo Santos, Pelé foi convocado pela primeira vez para a seleção brasileira aos 16 anos e durante sua carreira com a amarelinha, se consagrou campeão em três edições da Copa do Mundo (1958, 1962 e 1970). Contando os gols oficiais, Pelé é, ao lado de Neymar, o maior goleador da história da Seleção Brasileira, com 77 gols em 92 jogos.

Em clubes, ele é o maior artilheiro da história do Santos e conquistou vários títulos como seis Brasileiros (cinco Taças Brasil e um Torneio Roberto Gomes Pedrosa), duas Libertadores, dois Mundiais de Clubes, 10 Campeonatos Paulistas. Pelo New York Cosmos conquistou apenas North American Soccer League, em 1977.

Pelé faleceu em 29 de dezembro de 2022, aos 82 anos, por falência múltipla dos órgãos, resultado da progressão do câncer de cólon associado à condição clínica prévia. Ele estava um um mês internado.

Foto: Robert Cianflone/Getty Images

Lionel Messi

Considerado por vários portais o melhor atacante de todos os tempos, o argentino Lionel Messi vem chamando a atenção pelo seu futebol a cada temporada. Sua qualidade técnica, jogadas, velocidade, habilidade na perna esquerda, trabalho de equipe e a extraordinária vocação para o gol, o tornam um dos melhores futebolistas.

Com uma grande passagem pelo Barcelona, onde é o maior goleador do clube e recordista de vários títulos, o atacante, atualmente, defende o Inter Miami. O seu currículo conta com diversas premiações, sendo o último o troféu da Copa do Mundo do Catar, o qual foi eleito o melhor atleta da competição.

Quando defendia o clube catalão, conquistou ao todo 35 títulos, incluindo dez do Campeonato Espanhol, quatro da Liga dos Campeões e sete Copas do Rei, entre outros. Além disso, o craque argentino detém o recorde de mais gols pela LaLiga (474), mais gols marcados em uma única edição da competição e de uma Liga Europa (50), mais hat-tricks na Liga dos Campeões (8) e maior assistente do Campeonato Espanhol com 205 assistências.

Messi possui um recorde de oito premiações da Bola de Ouro, pela France Football, sete The Best, prêmio dado pela Fifa, um recorde de seis Chuteiras de Ouro e, em 2020, foi escalado no Dream Team da Bola de Ouro. Aos 22 anos, ganhou sua primeira Bola de Ouro, e após três temporadas de grande sucesso, acabou vencendo três Bolas de Ouro consecutivas.

Foto: Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images

Diego Maradona

Considerado um dos maiores futebolistas de todos os tempos, Diego Maradona liderou a conquista da Copa do Mundo de 1986, marcando, nas quartas-de-final, o Gol do Século, prêmio dado pela FIFA ao gol mais bonito da história dos Mundiais.

A Copa de 1986 ficou conhecida como “A Copa do Maradona”. Isso porque além do troféu da Argentina, o ex-jogador teve influência direta em 71% dos 14 gols anotados pela seleção na campanha do título. Ao todo, foram cinco tentos e cinco assistências para gols. Infelizmente, sua trajetória com a camisa azul-celeste teve um ponto final em 1994 quando foi pego no exame antidoping na partida contra a Nigéria.

Apesar de ter sido um jogador bem polêmico e a carreira ser cercada de controvérsias (algumas relacionadas ao uso de drogas), Maradona se consagrou como herói do Napoli, uma vez que na década de 80, ajudou a equipe a ser campeã de seus dois únicos títulos no Campeonato Italiano.

Além disso, foi o primeiro jogador na história do futebol a estabelecer duas vezes o recorde mundial de transferência mais cara: primeiro, quando foi transferido para o Barcelona por 5 milhões de euros, e o segundo quando foi transferido para o Napoli pelo valor de 6,9 milhões de euros. 

Com passagens pelo Argentino Juniors, Boca Juniors, Barcelona, Napoli, Sevilla e Newell´s Old Boys, o argentino marcou mais de 346 gols e sua galeria conta com 12 títulos conquistados coletivamente, além de uma série de honrarias pessoais que recebeu ao longo de seus 21 anos de carreira. Entre seus prêmios individuais estão: Fifa 100 (2004); Melhor jogador da Copa do Mundo Fifa (1986); Seleção Argentina de Todos os Tempos (2016).

Foto: Divulgação

Cristiano Ronaldo

Aos 38 anos, Cristiano Ronaldo já foi considerado por muitos como o mais completo futebolista, bem como o maior artilheiro do mundo. Além disso, seus atributos físicos, suas habilidades goleadoras, sua mentalidade vencedora, sua liderança e seu desempenho, o tornam um dos melhores futebolistas de todos os tempos.

Atualmente, defende o Al Nassr, da Arábia Saudita, mas teve uma longa passagem pelo Manchester United (2003 – 2009) e Real Madrid (2009-2018), por onde conquistou vários títulos em sua carreira. Após seis temporadas na Inglaterra, CR7 ganhou três Campeonatos Inglês, duas Taças da Liga Inglesa, uma Taça da Inglaterra, duas Supertaças da Inglaterra, uma Liga dos Campeões e um Mundial de Clubes.

Por sua vez, pelo clube merengue, após nove temporadas de grande estilo, o craque português conquistou mais títulos como dois Campeonato Espanhol, duas Taças do Rei, duas Supertaças da Espanha, quatro Liga dos Campeões, três Supertaças da Uefa e três Mundiais de Clubes.

Já pela seleção portuguesa, CR7 é o maior marcador de todos os tempos. Após sua estreia na seleção principal em 2003, chegou a três finais ganhando dois troféus: Euro 2016 e Liga das Nações 2018/19. 

Com passagens pelo Sporting, United, Real Madrid e Juventus, o astro português detém cinco Bolas de Ouro (2008, 2013, 2014, 2016 e 2017). Além disso, também venceu o prêmio Chuteira de Ouro da UefaA num total de quatro vezes, ganhou três vezes o prêmio de Melhor Jogador da Uefa na Europa e uma vez de Melhor Jogador de Clubes da Uefa.

Foto: ALI ALDAIF/AFP via Getty Images

Zinedine Zidane

Atualmente, Zidane é treinador, mas no momento, está sem clube. Quando era jogador, foi considerado um meio-campista clássico. Durante sua carreira, defendeu equipes como Juventus e Real Madrid, estando presente também, na Seleção Francesa, que conquistou a primeira Copa do Mundo de 1998 e o segundo título da Eurocopa.

Zidane não chamou a atenção por ser um goleador que nem Messi, Pelé, Cristiano Ronaldo, mas sim por ser um jogador mais caracterizado pelo excelente domínio e controle de bola, passadas largas, precisão nos passes e nos lançamentos, além da habilidade para driblar apenas quando necessário.

Conquistou diversos títulos durante a sua carreira como jogador, além de ganhar também diversos prêmios individuais, incluindo três vezes o de melhor jogador do mundo pela Fifa.

Com a camisa merengue, conquistou 8 títulos como: melhor jogador do mundo (2002), melhor jogador da Europa (2002), uma Liga dos Campeões (2001-2002), uma Copa da Espanha (2002-2003), duas Supertaças da Espanha (2001-2002, 2003-2004) e uma Taça do Mundo (2002).

Foto: Getty Images

Johan Cruijff

É considerado pela IFFHS como o melhor futebolista europeu do século XX e um dos maiores jogadores da história do futebol. Tido como um jogador revolucionário, tático, ofensivo, coletivo e eficiente, é visto como um dos propulsores do “futebol moderno”.

Com passagens pelo Ajax, Barcelona, Los Angeles Aztecs, Washington Diplomats, Levante e Feyenoord conquistou uma Recopa da Uefa (1986-1987) e duas Copas da Holanda (1985-1986, 1986-1987) com a camisa do Ajax. Já pelo clube catalão, detém uma Liga dos Campeões (1991-1992), uma Supercopa da Uefa (1992), uma Recopa da Uefa (1988-1989), quatro Campeonatos Espanhóis, uma Copa do Rei (1989-1900), três Supercopas da Espanha).

Por sua vez, os principais prêmios conquistados individualmente foi quando já era treinador. Conquistou o prêmio de melhor técnico do ano pela Revista World Soccer, em 1987, prêmio Don Balón de melhor técnico do ano no futebol espanhol, em 1991 e 1992, e o prêmio Onze d’OR de melhor técnico do ano, em 1991 e 1992.

Foto: Bongarts/Getty Images

George Best

Consagrou-se no time do Manchester United, sendo considerado um dos maiores ídolos do clube de todos os tempos. Seu talento de driblar os adversários dentro de campo foi reconhecido além da Europa. Chegou a ser até comparado com o brasileiro Garrincha.

Com os Red Devils, foi campeão inglês em 1965 e 1966-1967, além de conquistar a Liga dos Campeões de 1967-1968 e a Supercopa da Inglaterra de 1965 e 1967.

Além disso, foi ganhou os seguintes prêmios individuais:

  • Futebolista Inglês do Ano pela FWA: 1967–68
  • Ballon d’Or: 1968
  • Equipe do Ano PFA da Football League Second Division: 1976–77
  • Prêmios do Jubileu da Uefa: 2003
  • Hall da Fama do Futebol Inglês: 2008
  • Prêmio de Mérito PFA: 2006
  • Prêmio Tributo FWA: 2007
  • Bola de Ouro Dream Team: Melhor Ponta Direito da História – terceiro esquadrão
Foto: Joe Bangay/Daily Express/Getty Images

Franz Beckenbauer

Beckenbauer é um ex-futebolista e ex-treinador alemão que atuava como zagueiro ou volante. Foi presidente do Bayern de Munique por 15 anos. 

Com a seleção alemã foi campeão mundial como jogador, em 1974 e técnico, em 1990. Além disso, é um dos sete jogadores a terem conquistado as medalhas de ouro, de prata e de bronze em Copas do Mundo.

Com passagens pelo Bayern de Munique e New York Cosmos, Franz ganhou todos os títulos internacionais: Liga dos Campeões da Uefa, Eurocopa e Bola de Ouro, entre outros.

Títulos como jogador do Bayern de Munique:

  • Copa da Alemanha: 1965–66, 1966–67, 1968–69 e 1970–71
  • Recopa Europeia: 1966–67
  • Bundesliga: 1968–69, 1971–72, 1972–73 e 1973–74
  • Liga dos Campeões: 1973–74, 1974–75 e 1975–76
  • Copa Intercontinental: 1976

Títulos como jogador da Alemanha Ocidental:

  • Eurocopa: 1972
  • Copa do Mundo Fifa: 1974

Títulos como treinador do Olympique de Marseille:

  • Ligue 1: 1990–91

Títulos como treinador do Bayern de Munique:

  • Bundesliga: 1993–94
  • Copa da Uefa: 1995–96

Títulos como treinador da Seleção Alemã:

  • Copa do Mundo Fifa: 1990

Ferenc Puskas

É considerado o maior futebolista da história da Hungria e um dos maiores futebolistas de todos os tempos. Puskás consagrou-se como o líder da Seleção Húngara que fez história na primeira metade da década de 1950. O país ficou quatro anos invicto, ganhando a medalha de ouro do futebol nos Jogos Olímpicos de Verão de 1952 e terminando a Copa do Mundo de 1954 vice-campeão.

De acordo com o IFFHS, seus 512 gols o fazem ser o terceiro maior artilheiro do século XX. Desde 2009, a FIFA concede o Prêmio Ferenc Puskás ao autor do gol mais bonito do ano.

Com passagens pelo Real Madrid e Honvéd, Puskas conquistou a Liga dos Campeões, a LaLiga, a Copa do Rei e a Copa Intercontinental com a camisa merengue, já pelo clube húngaro ganhou o Campeonato Húngaro.

Ronaldo Nazário

É um dos maiores jogadores de futebol da história. Entre as conquistas de sua carreira, ele ocupa a segunda posição no ranking de goleadores da seleção brasileira e da história das Copas do Mundo.

Além disso, Ronaldo foi um dos protagonistas do pentacampeonato brasileiro. História que se tornou ainda mais marcante pela sua superação após sofrer uma grave lesão. Acumulou títulos coletivos e individuais durante seu período como jogador.

Mais conhecido como Ronaldo Fenômeno, recebeu esse apelido da imprensa italiana, em uma das melhores temporadas de sua carreira, na Inter de Milão. Sua brilhante carreira se iniciou profissionalmente no Cruzeiro em 1993, conquistando a Copa do Brasil e o Campeonato Mineiro.

Posteriormente, seguiu para a Europa para jogar no PSV Eindhoven, assim como seu compatriota Romário, sendo artilheiro do Campeonato Holandês e campeão da Copa dos Países Baixos.

Depois do tremendo sucesso na Holanda, foi comprado pelo Barcelona-ESP em 1996, onde teve a melhor temporada de sua carreira em número de gols, conquistando a Supercopa da Espanha, a Copa do Rei e a Recopa Europeia, escolhido como Melhor Jogador do Mundo pela FIFA.

Encerrou sua carreira no Corinthians em uma jogada de marketing para vender camisas. Porém, de forma surpreendente teve um bom desempenho e ajudou a equipe a conquistar uma Copa do Brasil e um Campeonato Paulista.

Com a seleção brasileira, foi campeão duas vezes (1994 e 2002).

Prêmios individuais conquistados:

  • Melhor jogador do mundo pela Fifa: 1996, 1997 e 2002
  • Melhor jogador do mundo pela revista World Soccer: 1996, 1997 e 2002
  • Ballon d’Or: 1997 e 2002
  • Onze d’Or: 1997 e 2002
  • Chuteira de Ouro da Uefa: 1997
  • Melhor jogador estrangeiro da La Liga: 1996–97
  • Melhor jogador da Copa América: 1997
  • Chuteira de Bronze da Copa das Confederações Fifa: 1997
  • Jogador do ano da Uefa: 1997–98
  • Atacante do ano da Uefa: 1997–98
  • Bola de Ouro da Copa do Mundo Fifa: 1998
  • Bola de Prata da Copa do Mundo Fifa: 2002
  • Chuteira de Ouro da Copa do Mundo Fifa: 2002
  • Melhor Jogador da Copa Intercontinental: 2002
  • Seleção do ano da Uefa: 2002
  • Chuteira de Bronze da Copa do Mundo Fifa: 2006
  • Prémio Golden Foot: 2006
  • Melhor jogador do Campeonato Paulista: 2009
  • Bola de Ouro Dream Team: melhor centroavante da história

E para ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do futebol, bem como os jogos de hoje, acesse o 365Scores. Lá você encontra resultado dos jogos de hoje, estatísticas dos jogadores e muito mais!

Redação 365Scores

A redação do 365Scores é atualmente integada por seis redatores. Entre nós, produzimos conteúdo sobre todos os esportes diariamente - desde as hardnews até os mais elaborados com fatos curiosos.

33654 Articles

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo