Futebol InternacionalLibertadores

São Paulo ganha força para sediar a final da Libertadores em 2023

A Conmebol pretende escolher com calma a sede da final da Libertadores 2023, que está marcada para o dia 11 de novembro do ano que vem. Antes mesmo da decisão entre Flamengo e Athletico-PR acontecer, no último sábado (29), a entidade já vinha discutindo possíveis lugares para sediar o próximo torneio. Segundo o portal “UOL Esportes”, a cidade de São Paulo ganhou força nos últimos dias para receber a final da disputa continental.

Até um mês atrás a Colômbia era o país favorito a receber a decisão. Os estádios Atanasio Girardot, em Medellín, e Metropolitano Roberto Melendez, em Barranquilla, foram os oferecidos pela federação colombiana à Conmebol. No entanto, a cúpula da confederação sul-americana avalia a decisão como importantíssima uma vez que será a primeira com os novos contratos de patrocínio, de direitos de transmissão, além da entidade querer uma cidade com acesso mais fácil e que consiga receber bem torcedores, clubes e parceiros das equipes finalistas.

Dessa forma, a candidatura da Colômbia, que vinha ganhando destaque, perde força para a cidade de São Paulo. Hoje o estádio da cidade candidato a receber o confronto é o Morumbi. Ainda de acordo com as informações do portal, existem dirigentes na confederação que defendem que a capital paulista seja indicada para fazer dobradinha brasileira com Brasília, que deve ter a final da Copa Sul-Americana no dia 28 de outubro de 2023.

A partir das inúmeras confusões que aconteceram em Guayaquil, a Conmebol planeja ter um plano B caso haja problemas de organização ou até mesmo se os times finalistas tiverem mais facilidade de deslocamento à sede alternativa. A apuração feita pelo portal, avalia que se São Paulo for a cidade escolhida para 2023, nem seria necessário ter um plano B.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo