Bastidores

Rodolfo Landim revela: “Minha vontade era não ter sido reeleito”

Em meio a um debate entre conselheiros do Flamengo, que visa mudar o mandato do presidente de três para quatro anos, o atual mandatário, Rodolfo Landim, comentou sobre o assunto. Em entrevista para a “ESPN”, ele revelou, ainda, que não pretendia ser reeleito.

Desenvolvido por 365Scores.com

“Já deixei muito claro, minha vontade era não ter sido reeleito. Fui conversar com minha família quando pediram para ser candidato à reeleição, fui conversar com todos os potenciais candidatos à reeleição, todos no meu grupo pediram que eu continuasse”, iniciou.

“Não tenho menor interesse de ficar além dos meus três anos, mas acho que é uma condição de grupo, de equipe para entender como um todo, os impactos que essas mudanças trariam, para depois decidir com os grupos que nos apoiam decidir o que vamos levar como mudança no estatuto. Particularmente, quatro anos sem reeleição foi aquilo que defendo há muito tempo atrás. Mas não sou dono da verdade”, completou.

A respeito das mudanças no estatuto, Landim afirmou que não faz parte das articulações, mas revelou que sempre foi seu desejo que o mandato fosse único e com validade de quatro anos.

“É uma discussão antiga dentro do Flamengo se as pessoas deveriam ter mandato de três anos com reeleição ou se seria melhor mandato com quatro anos sem reeleição. Talvez, (a mudança seria) para que o mandatário trabalhasse para o clube e não para sua reeleição, é uma discussão antiga. Veio outra discussão se uma vez aprovada seria válida para essa eleição, falaram que o presidente seria beneficiado. É um assunto complexo”, iniciou.

“O foco se dá sempre em cima do Conselho Diretor (presidente do clube). Se analisar o estatuto, se essa modificação fosse feita, deveria impactar todos os demais poderes, Conselho de Administração, Deliberativo, Fiscal, Assembleia Geral… tudo também seria ampliado por mais um ano”, completou.

“Teriam reflexos, seria importante conversar com as pessoas. Se quisessem aprovar por mais um ano, eu não tenho compromisso de ficar por mais um ano. Poderia abrir mão. Se eu abrir mão, meu vice-presidente (Rodrigo Dunshee) assume, ele é um potencial candidato. Eu saio, ele (Dunshee) fica por um ano e fica sem condições concorrer. E se ele quiser abrir mão desse ano a mais? Aí o presidente do conselho Deliberativo iria assumir, será que as pessoas que votaram na gente ficariam felizes de saber que esse tipo de coisa está acontecendo? Muita coisa, detalhe a ser discutido e avaliado, pessoas a serem consultadas, para que esse movimento impacte menos possível a gestão eleita”, finalizou.

Fique por dentro de tudo o que acontece no Flamengo acessando o site do 365scores.com: resultado ao vivo dos jogos em andamento, tabela de pontos, classificação e muito mais!

Redação 365Scores

A redação do 365Scores é atualmente integada por seis redatores. Entre nós, produzimos conteúdo sobre todos os esportes diariamente - desde as hardnews até os mais elaborados com fatos curiosos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copa do Brasil

Botão Voltar ao topo