Bastidores

Pumas rescinde contrato de Daniel Alves por justa causa após jogador ser preso na Espanha

O Pumas decidiu rescindir, por justa causa, o contrato de Daniel Alves, preso na Espanha após ser acusado de agressão sexual, nesta sexta-feira. A decisão foi divulgada pelo presidente do clube, Leopoldo Silva, que leu um comunicado diante da imprensa.

Desenvolvido por 365Scores.com

“Com esta decisão, o clube reitera seu compromisso de não tolerar atos de nenhum integrante da nossa instituição que atentem contra o espírito universitário e seus valores”.

Juíza ordena prisão preventiva de Daniel Alves, e jogador ficará preso até julgamento

Daniel Alves chegou ao Pumas em julho de 2021 e atuou em apenas 13 partidas com a camisa do clube, com quatro assistências e nenhum gol marcado. A última partida do lateral foi no dia 8 de janeiro.  Em seu comunicado, o presidente da equipe mexicana, Leopoldo Silva, defendeu a filosofia do clube para justificar a decisão.

“Não podemos permitir que a conduta de uma pessoa prejudique nossa filosofia de trabalho, que é exemplo ao longo da história na formação e desenvolvimento de jovens esportivos em nosso país”.

Inicialmente, o clube mexicano disse que analisaria o caso e executaria as ações e sanções previstas em contrato. Horas depois da ordem de prisão contra o lateral, o clube anunciou a rescisão do vínculo.

Redação 365Scores

A redação do 365Scores é atualmente integada por seis redatores. Entre nós, produzimos conteúdo sobre todos os esportes diariamente - desde as hardnews até os mais elaborados com fatos curiosos.

33172 Articles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo