Bastidores

Juíza ordena prisão preventiva de Daniel Alves, e jogador ficará preso até julgamento

A juíza Maria Concepción Canton Martín, do Juizado de Instrução 15 de Barcelona, ordenou a prisão preventiva sem fiança de Daniel Alves, detido nesta sexta-feira após investigação de agressão sexual, que teria acontecido no fim de dezembro.

Desenvolvido por
365Scores.com

Apesar de negar todas as acusações, o lateral teve a ordem de prisão cumprida e foi encaminhado ao Centro Penitenciário Brians 1, que fica nos arredores de Barcelona, usado para reclusões preventivas. Ele permanecerá preso até o julgamento, que não tem data para acontecer.

As informações foram confirmadas pelo “ge” após serem veiculadas por diversos jornais da Espanha. A juíza acatou o pedido do Ministério Público.

“O Juizado de Instrução 15 de Barcelona recebeu hoje, como detido, o jogador Dani Alves, denunciado por uma mulher por um suposto delito de agressão sexual por fatos supostamente ocorridos em uma discoteca de Barcelona no mês passado de dezembro. A magistrada concordou com a PRISÃO PROVISÓRIA comunicada e sem fiança por uma causa aberta por delito de agressão sexual”, diz a nota.

Segundo a agência “AFP”, uma fonte próxima ao caso disse que o fato de o jogador não ter raízes no país e não haver acordo de extradição entre Brasil e Espanha, além de sua grande capacidade econômica, foram determinantes para a decisão da juíza.

Pumas e Liga do México

O brasileiro, ex-lateral do Barcelona e convocado a seleção brasileira na Copa do Catar de 2022, estava defendendo o Pumas, do México, e tinha passagem de retorno ao país ainda nesta sexta-feira. No entanto, foi detido após prestar depoimento na manhã desta sexta-feira em uma delegacia de Barcelona. Daniel Alves saiu de lá detido em uma viatura da polícia, que colocou o jogador à disposição judicial.

A Liga MX, que organiza o Campeonato Mexicano, divulgou nota na qual diz que acompanha o caso. Já o Pumas informou, na tarde desta sexta-feira, a rescisão de contrato do jogador. O anúncio foi feito por um vídeo do presidente do clube. Assista:

A respeito do caso do jogador do Club Universidad Nacional, Dani Alves, detido na cidade de Barcelona esta sexta, a LIGA MX informa que, em conjunto com o Club Universidad Nacional, ficará pendente o caso e a situação legal do jogador para determinar o que é propício em termos de sua participação na Liga.

Relembre o caso

O suposto assédio sexual veio a público no último dia 31, em reportagem do jornal espanhol “ABC”. Segundo o relato do diário, a vítima declara que Daniel Alves teria colocado a mão por dentro de sua roupa.

No dia, a jovem procurou e foi atendida pela polícia catalã, que preferiu não denunciar o jogador. O caso só veio à tona em janeiro, quando a investigação foi iniciada. A emissora catalã “Antena3” teve acesso ao circuito interno da casa noturna. O vídeo mostra que Daniel Alves e a suposta vítima ficaram 47 segundos no banheiro, cuja entrada era unissex, ou seja, a mesma para homens e mulheres.

As imagens mostram que o lateral deixa o banheiro inicialmente. Em seguida, a vítima sai e tem uma certa crise de ansiedade. Ela foi atendida por uma agente mulher da polícia catalã, que deu início ao protocolo para casos de suposta agressão sexual.

Em um vídeo publicado nas redes sociais em resposta às imagens obtidas pelo canal de TV, Daniel Alves negou as acusações, porém afirmou que esteve na casa noturna com uns amigos.

“Estive nesse lugar, estive com mais pessoas, estive aproveitando. Todo mundo que me conhece sabe que gosto de dançar. Estava desfrutando, mas sem invadir o espaço dos demais. Quando você tem que ir ao banheiro, não tem que perguntar quem está lá”.

Ainda completou: “Sinto muito, mas não sei quem é essa senhorita, não sei seu nome, não a conheço, nunca vi outra vez na minha vida. Em todos esses anos, nunca invadi um espaço de alguém sem autorização. Como vou fazer isso com uma mulher, com uma jovem que seja, por Deus… Já basta, porque estão machucando, sobretudo a quem é próximo de mim”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo