Bastidores da Bola

Entidades cobram valor de programa após episódio de racismo sofrido por Vini Jr

Duas entidades brasileiras protocolaram uma ação na manhã desta segunda-feira (10) contra o comentarista Pedro Bravo e a emissora MEGA, pelo racismo sofrido por Vinícius Jr.

As entidades Educafro e Centro Santo Dias de Direitos Humanos Arquidiocese São Paulo estão cobrando 10 milhões de reais em indenização em nome do povo brasileiro.

Ambas as entidades alegam o racismo sofrido pelo jogador e também as referências preconceituosas como base para o processo. Os comentários foram feitos por Pedro Bravo no programa ‘El Chiringuito’.

Essa ação é completamente inédita. Estamos processando estrangeiros por danos raciais praticados ao povo brasileiro pela internet. Alegamos que o dano não foi praticado na Espanha, mas na internet, o que atinge diretamente todos os brasileiros”, disse Márlon Reis, advogado que assina a ação, ao ‘UOL’.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo