FutebolBrasileiro - Série B

Edu, do Cruzeiro, diz que ficou preso na delegacia após confusão em Londrina

O atacante Edu, do Cruzeiro, revelou ter ficado preso em uma cela após ser acusado de agredir um policial militar durante a confusão na vitória por 2 a 1 sobre o Londrina, na última terça, no Estádio do Café, pela Série B. O jogador precisou prestar depoimento, mas imagens não apontaram sua participação no episódio.

“Acabei de chegar em casa! Dentro de uma cela 40 minutos, tratado como vagabundo! Prestei depoimentos, usei os vídeos onde claramente eu não tento nenhum tipo de agressão!! +3 pro Cabuloso, eu Gostuuuuuum”, escreveu Edu no Twitter.

Uma equipe da rádio “Itatiaia”, de Belo Horizonte, alegou ter sido atacada na cabine do estádio após a virada do Cruzeiro. Depois isso, houve confusão entre a delegação do clube e a Polícia Militar do Paraná.

Edu foi apontado como responsável por agredir um dos policiais com um chute, por isso acabou na delegacia da 10ª Subdivisão Policial, em Londrina, no Paraná, após a partida. As imagens e o depoimento o distanciaram do caso, e ele assinou um Termo Circunstanciado e foi liberado cerca de uma hora depois da sua chegada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo